Osama Bin Laden foi morto na noite passada no Paquistão. A notícia correu rapidamente o mundo, apesar de, até agora, os Estados Unidos não terem apresentado qualquer prova da sua morte.

Procurado durante quase uma década nas montanhas do Afeganistão, o líder da al qaeda, inimigo público número um da América, viria a ser morto nas proximidades de Islamabad, a capital do Paquistão, numa operação militar norte-americana.

A operação foi desencadeada na noite de domingo para segunda-feira, numa mansão. Os combates duraram 40 minutos. Para além de Bin Laden terão sido mortas mais quatro pessoas, entre as quais um filho seu.

A casa, construída em 2005, situava-se em Abbotabad, 60 quilómetros norte da capital paquistanesa e foi identificada como a residência do homem mais procurado pelos Estados Unidos ao longo de uma operação de vigilância de um mensageiro, que durou quatro anos.

A mansão multimilionária não estava ligada a nenhuma rede de telecomunicações – nem telefone, nem Internet – e os irmãos que oficialmente a ocupavam não tinham fonte de rendimentos identificada.



Fonte: Euronews