Um novo estudo revela que os homens monógamos são mais inteligentes que os infiéis. Para chegar a este resultado, uma equipa de investigadores comparou dois estudos sobre jovens norte-americanos: um sobre as suas atitudes sociais e outro sobre inteligência. A pesquisa concluiu que quem dá mais importância ao compromisso com a sua parceira tem um quociente de inteligência mais elevado.

“Os homens inteligentes são mais propensos a valorizar a exclusividade sexual”, explicou o investigador Satoshi Kanazawa à BBC, apontado este facto como um sinal da evolução da espécie.

Kanazawa explicou também que este estudo não se aplica às mulheres, porque, segundo o especialista, comparativamente sempre foram mais monógamas que os homens ao longo da história.