Nuhazet tem 9 anos e sofre de cancro desde os dois. Depois de sete anos de tratamentos intensivos, os médicos aconselharam os pais a não massacrarem mais o filho uma vez que o seu caso era incurável… até que apareceu Cristiano Ronaldo.

Um dos sonhos do menino de Las Palmas, Gran Canaria, era ver um jogo do Real Madrid e conhecer o jogador português. A história chegou a Jorge Mendes que tratou de promover o encontro com a ajuda da Associação Pequeno Valente.



«Não dizes nada», disse Cristiano Ronaldo para Nuhazet quando entrou na sala do estádio onde se encontrava o menino para assistir ao jogo de 13 de maio.

Após o encontro, o jogador e o agente decidiram financiar um tratamento pioneiro que pode ajudar Nuhazet a viver. O menino foi internado no Hospital Montepríncipe, recomendado por Florentino Pérez, presidente do Real Madrid.

«No hospital deram-nos 3 opções: não fazer nada, fazer exames experimentais e mandar uma biópsia para os EUA para produzir um fármaco personalizado», contou o pai da criança, Silvestre Guardia ao jornal Marca.

Os pais autorizaram o tratamento e no dia seguinte o hospital recebeu uma transferência de Cristiano Ronaldo e Jorge Mendes. Nuhazet foi internado no dia 17 de maio e foi operado aos tumores das vértebras cervicais, que foram enviados para biópsia. O menino continua internado e a seguir o tratamento, mas dentro de poucas semanas poderá voltar a casa.



A família Guardia espera pacientemente por esse momento, distraindo-se com o nascimento de uma dezena de pintainhos que uma voluntária colocou numa incubadora no quarto de Nuhazet. Os pintos foram batizados com nomes das pessoas que os ajudaram nesta aventura – Pino Quintana, Isabel Marichal, ‘Manu’ Sáinz, Jorge Mendes, Florentino Pérez, entre outros – sendo que o primeiro a nascer foi batizado de Cristiano Ronaldo.