No Manchester United, chamaram-lhe de "rocket". No Real Madrid passou a ser conhecido como "tomahawk". São estes os nomes que designam os livres marcados por Cristiano Ronaldo, que pertencem ao grupo dos mais rápidos do desporto rei.