Como treinador, nada a apontar. Agora, quando tem o dom da palavra, aí Jesus... o melhor mesmo é fugir a sete pés.