Loading...

quinta-feira, março 23, 2017

author photo

"Fifty Shades of Grey" e "Fifty Shades Darker" tem levado multidões ao cinema... a pensar naqueles casais que preferem ficar no aconchego do lar para evitar salas de cinema cheias e, pior que isso, assistir a um filme péssimo, criamos uma pequena lista com 10 filmes que são, sem dúvida alguma, melhores que "Fifty Shades Darker". Todos os filmes que perfazem esta lista contêm cenas de cariz erótico/sexual, uns mais do que outros, e são do mesmo género do aclamado e já mencionado "Fifty Shades Darker". Confira a lista e deixe a sua opinião.

1. Titanic (James Cameron, 1997)

Titanic

Esta é a história da menina rica e do menino pobre que se encontram no navio inafundável, o majestoso Titanic. A bordo desse navio, autêntico retrato da sociedade desse século, os dois apaixonam-se e vivem uma curta mas intensa história de amor...

2. Y Tu Mamá También (Alfonso Cuarón, 2001)

Y Tu Mamá También

Um "road movie" em que dois jovens ricos e uma rapariga mais velha partem em direcção a um destino imaginado, uma praia secreta chamada Boca del Cielo. Durante a viagem, há sedução e também conflito, sobretudo quando se vêem confrontados com situações que nunca as suas vidas confortáveis lhes proporcionaram...

3. Shame (Steve McQueen, 2011)

Shame

Brandon é um jovem de sucesso, com trinta e poucos anos, que vive confortavelmente no seu apartamento em Nova Iorque. Para se distrair da monotonia do dia-a-dia, ele seduz mulheres, embrenhando-se numa série de romances condenados e casos de uma só noite. No entanto, o ritmo de vida rigidamente controlado de Brandon entra em colapso, quando a sua irmã Sissy, uma jovem rebelde e conturbada, aparece inesperadamente.

4. Vicky Cristina Barcelona (Woody Allen, 2008)

Vicky Cristina Barcelona

Vicky e Cristina são as melhores amigas do mundo mas têm atitudes completamente diferentes no que toca ao amor. Vicky é sensata e está noiva de um respeitável jovem. Cristina é sexual e emocionalmente desinibida, sempre em busca de uma paixão arrebatadora. Quando Judy e Mark, parentes distantes de Vicky, se oferecem para recebê-las num Verão em Barcelona, elas aceitam imediatamente: Vicky quer passar o último mês de solteira a pesquisar para o mestrado e Cristina procura uma mudança de cenário para fugir dos destroços da sua última separação. Uma noite numa galeria de arte, Cristina, novamente em forma, instantaneamente fixa o olhar no mais intenso e provocador homem na sala, Juan Antonio, um belo pintor. Cristina fica ainda mais intrigada quando Judy lhe segreda que Juan Antonio teve uma relação tão explosiva com a sua ex-mulher, Maria Helena que até se tentaram matar. Mais tarde, quando Vicky e Cristina estão a jantar, Juan Antonio aproxima-se da mesa delas com uma proposta ousada: voarem com ele numa viagem de fim-de-semana para a cidade provincial de Oviedo, onde sugere que explorem as maravilhas culturais, bebam bons vinhos, e façam amor juntos. Vicky considera a proposta ofensiva mas Cristina fica encantada com o estilo directo de Juan e com o seu carisma e convence Vicky a acompanhá-los...

5. Carol (Todd Haynes, 2015)

Carol

Em Nova Iorque, no início da década de 1950, Therese Belivet trabalha numa loja em Manhattan e sonha com uma vida mais gratificante quando conhece Carol Aird, uma mulher sedutora presa a um casamento fracassado. Uma ligação surge entre ambas, levando a que a inocência do primeiro encontro dê lugar a uma relação profunda. Quando o envolvimento de Carol com Therese se torna público, o marido de Carol, Harge Aird retalia, pondo em causa a sua competência como mãe. Com Carol e Therese a fazerem-se à estrada, deixando para trás as suas respectivas vidas, um confronto vai colocar à prova as convicções de cada mulher sobre si mesma e o compromisso para com a outra.

6. The Graduate (Mike Nichols, 1967)

The Graduate

Ben Braddock é um jovem inexperiente em relação ao mundo real. Após a sua graduação resolve emendar este desequilíbrio, e deixar o seu lado rebelde desafiar os ideais e a moral da geração dos seus pais. Numa reviravolta irónica é seduzido pela Sra. Robinson, mulher do melhor amigo do seu pai. A sua ligação é electrizante mas, o romance dá uma volta inesperada quando, para desgosto da Sra. Robinson, Ben apaixona-se pela sua filha.

7. Chocolat (Lasse Hallström, 2000)

Chocolat

Tudo começa numa tradicional vilória francesa chamada Lansquenet, onde a vida não mudou nos últimos 100 anos. Com o vento norte chega à vila Vianne Rocher, uma viajante, e a sua irmã Anouk. Vianne estabelece-se e abre uma chocolataria repleta de irresistíveis "tentações" que despertam os apetites escondidos dos habitantes da terra. Mas a quase mágica habilidade de Vianne para perceber os desejos de todos e de os satisfazer com a confecção certa, lentamente persuade alguns deles a renderem-se às tentações dela própria. Vianne desenvolve então depressa uma reputação... e um inimigo: o nobre local, o Conde de Reynaud. Reynaud está convencido de que o sumptuosos chocolate de Vianne minará a vila e o código moral da população. E logo se estabelece o confronto entre os querem manter a vida como estava e os que se rebelam pela defesa do sabor da liberdade. Entretanto, Vianne exerce um profundo efeito sobre todos os habitantes, incluindo Armande, uma libertina dos seus 70 anos, e a sua estranha irmã Caroline.

8. Secretary (Steven Shainberg, 2002)

Secretary

A história é clássica: o relacionamento de uma secretária com o seu patrão. Os contornos são menos ortodoxos: entre a preversão pura e o sado-masoquismo. «Secretary» é um filme provocador, prémio Especial do Júri no Festival de Sundance deste ano, e que conta com o elogiado desempenho de Maggie Gyllenhaal, que tem aqui o seu primeiro papel principal.

9. La Vie d'Adèle (Abdellatif Kechiche, 2013)

La Vie d'Adèle

Aos 15 anos, Adèle nem sequer questiona este facto: uma rapariga namora com rapazes. A vida dela vai dar uma volta quando conhece Emma, uma rapariga jovem e de cabelo azul, que lhe vai permitir descobrir o desejo e afirmar-se como mulher, e como adulta. Adèle cresce, procura-se a si mesma, perde-se e eventualmente reencontra-se...

10. The Dreamers (Bernardo Bertolucci, 2003)

The Dreamers

Deixados sozinhos em Paris enquanto os pais partem de férias, Isabelle e o seu irmão Theo convidam um estudante, Matthew, um jovem americano, a ficar no seu apartamento. É aqui que estabelecem as suas próprias regras e experimentam emoções e a sexualidade, dedicando-se a um sem número de jogos mentais de grande exigência. Passado no turbulento palco politico da França na Primavera de 1968, quando a voz da juventude reverberava pela Europa, «Os Sonhadores» conta-nos a história da auto-descoberta de três estudantes que se testam uns aos outros para ver até onde conseguem ir.

Loading...
Artigo Seguinte Next Post
Artigo anterior Previous Post
Loading...
Loading...