Loading...

quarta-feira, novembro 21, 2018

author photo
Um homem do Norte é sempre um homem do Norte...

Um industrial de Paços de Ferreira foi à Noruega comprar madeira para a sua fábrica de móveis. À noite, sozinho no bar do hotel, repara numa loira encostada ao bar. Não sabendo falar norueguês, pediu ao barman um bloco e uma caneta:

Desenhou um copo com dois cubos de gelo e mostrou-o à loira.
Ela, sorriu e tomaram um copo.

De seguida começou a tocar uma música romântica.
Ele, pega novamente no bloco, desenha um casal a dançar e mostra-lhe.
Ela levanta-se e vão dançar.

Terminada a música, regressam ao bar e desta vez é a loira que pega no bloco. Desenha uma cama, uma cadeira e uma cómoda e mostra-lhe.

Ele vê e diz:
– “Sim, sim, sou de Paços de Ferreira”

Loading...
Artigo Seguinte Next Post
Artigo anterior Previous Post
Loading...
Loading...